Cisto de ovário: conhecendo possibilidades de tratamento e cirurgia

Clinica Gera Cisto de Ovário

Cisto de ovário

Em nossas últimas publicações aqui no blog, temos tratado sobre o cisto de ovário. Primeiramente, foi possível entender propriamente o que é um cisto de ovário, já ficando mais fácil para conhecer seus diferentes tipos e saber como identificá-los. Em seguida, nos aprofundamos nas diferenças de um cisto de ovário para outro, apresentando os impactos que cada um tem no corpo feminino. Logo, dessa vez podemos focar em ações que podem ser tomadas e quais tratamentos são indicados para os cistos.

Lembramos que nada substitui bons diagnósticos, prognósticos e tratamentos médicos. Portanto, havendo qualquer suspeito de cisto de ovário, não hesite em procurar um médio antes de se aventurar em tomar qualquer outra atitude a respeito.


  1. O que fazer caso seja identificado um cisto de ovário? 

Para saber o que fazer caso apresente cisto de ovário, é necessário saber qual é a causa deste cisto. Alguns cistos desaparecem sem medicação. Outras vezes o tratamento pode ser simplesmente a administração de pílula anticoncepcional, que pode acarretar no desaparecimento de boa parte dos cistos benignos funcionais. Se ele não desaparece em 2 a 3 meses, deve-se pensar em realizar a videolaparoscopia para tratamento e esclarecimento diagnóstico.

Pacientes com ovários micropolicísticos são tratadas com medidas gerais (emagrecimento), anticoncepcionais, indutores da ovulação. A cirurgia, que usa a técnica de drilling (perfuração) é a exceção nesses casos.

Grupo Gera Cisto de Ovário Tratamento


  1. Quando é possível fazer tratamento clínico para eliminar o cisto de ovário?

A cirurgia pode ser evitada com conduta mais cautelosa. Se o cisto for pequeno, de até 6 cm, sem qualquer característica que lembre malignidade, pode ser feita observação por 2 ou 3 meses. Após esse período, repete-se a ultrassonografia para verificar se desapareceu. Esta conduta, no entanto, é mais eficaz em mulheres jovens. Em mulheres com 50 anos ou mais, a cirurgia já costuma ser mais recomendada, já que os riscos do cisto são maiores.

Quando o cisto é grande ou de endometriose, geralmente não desaparecerá com qualquer tratamento clínico. A indicação cirúrgica, contudo, não é urgente e só costuma ser indicada após um cuidadoso estudo da paciente.

As pacientes com ovários micropolicísticos são acompanhas clinicamente, muitas vezes fazendo tratamento com anticoncepcionais para controle dos hormônios que estão alterados, ou com medicamentos para diminuir hormônios masculinos ou para resistência insulínica (já que estas pacientes têm tendência a ter diabetes).


  1. Pacientes que tem cisto de ovário e querem engravidar podem operar?

Quase nunca se indica operação para cisto de ovário com o objetivo de aumentar a fertilidade. A indicação de cirurgia acaba vindo para preservar a saúde da mulher, não para recuperar a sua fertilidade.

Agora, caso seja necessário fazer uma cirurgia mesmo com o desejo da paciente de engravidar, o procedimento indicado é a videolaparoscopia, onde é feita a introdução de um canal óptico no interior do abdome pelo umbigo, permitindo a ampliação das imagens para mais clareza na cirurgia. Assim, retira-se o cisto e mantêm-se os ovários. Todavia, mesmo que se realize o mais cuidadosamente possível é quase invariável a perda de alguns óvulos.

Ficou com alguma dúvida?

Escolha o médico mais próximo de você e envie a sua pergunta ao especialista.