Dicas para preservar a fertilidade

gera ok usar

Com os avanços da medicina, a longevidade aumentou. No entanto, a fertilidade feminina continua com prazo de validade, e a maternidade exige planejamento. E as mulheres que decidem adiá-la devem buscar os recursos disponíveis para que este sonho possa ser realizado mais tardiamente.

A partir dos 35 anos, os óvulos passam a envelhecer podendo interferir na formação do bebê que passa a ter mais chances de apresentar deficiências cromossômicas.

Neste caso, o congelamento de óvulos tem sido uma alternativa para as mulheres que preferem tornar-se mãe numa faixa etária mais avançada. O procedimento tem mais garantia se for realizado com óvulos maduros e, para isso é importante que a paciente submeta-se a um processo como o da Fertilização in Vitro (FIV).  Os ovários são estimulados por drogas que induzem a ovulação e, na sequência, os óvulos são coletados e levados ao laboratório onde serão desidratados e congelados.

O congelamento de embriões também é uma possibilidade para garantir a fertilidade feminina. No entanto, devido a uma questão ética, o procedimento exige regras mais específicas, afinal os embriões são seres vivos e não podem ser descartados. Neste caso, a técnica só pode ser indicada para casais que comprovem união estável e, principalmente, se um deles estiver com alguma doença que comprometa sua fertilidade.  O procedimento é seguro, tem sido bem indicado em vários países e apresenta bons resultados.

Além disso, é importante ressaltar que para que qualquer tratamento dê certo, é importante sempre adotar bons hábitos, como : parar de fumar, reduzir a ingestão de álcool, controlar o peso, evitar o estresse, evitar o sedentarismo e apostar em uma dieta equilibrada são atitudes que favorecem e preservam a fertilidade. E essa orientação se estende aos homens, pois neles vários fatores podem interferir na fertilidade, como :tabagismo, drogas e álcool, estresse e até o uso de anabolizantes que pode alterar o funcionamento dos testículos, provocando uma produção de espermatozoides com baixa capacidade de fecundação.

 

Ficou com alguma dúvida?

Escolha o médico mais próximo de você e envie a sua pergunta ao especialista.